domingo, 28 de setembro de 2008

Experience

Meu nome é Prazeres, serei sua amante esta noite. Quero te deixar em transe.

Se eu te pegar por trás, e me enfiar em sua mente quando você menos esperar, você vai tentar rejeitar?

Se eu estiver no comando e te tratar como menino, você vai enlouquecer?

Deixe minha boca ir aonde ela quiser, desista, faça o que eu disser, desista e faça as coisas do meu jeito.

Eu vou te dar amor, te ensinar como...

Quero te deixar em transe, completamente.

Venha, bem erótico, coloque suas mãos no meu corpo.

Quando você colocar sua mão no fogo, nunca mais será o mesmo. Existe uma certa satisfação em um pouco de dor.

Posso ver que você entende, posso afirmar que você nunca será o mesmo. Se você estiver com medo, vamos superá-lo.

Eu só machuco aqueles que amo, romance.

Coloque suas mãos no meu corpo. Em todo o meu corpo.

Eu acho que você não sabe o que é dor, acho que você nunca sentiu isso.

Eu posso te dar tanto prazer, eu virei a você quando você disser, eu sei que você me quer.

Não vou te machucar, só feche os olhos.

Desista, se entregue. Eu gosto de fazer um outro tipo de...

Só o que te machuca pode te fazer sentir melhor, só o que te causa dor pode fazê-la desaparecer.

domingo, 21 de setembro de 2008

Ele

E descobri que ele era um Don Juan.

Mas um Don Juan também se apaixona.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Rima

Já reparou que os resultados são sempre amor ou rancor?

Não importa se é trabalho, amigo, família, casamento.

Amor ou rancor.

Aflição ou absolvição.



* Muito sábio esse meu amigo Sr. Palito.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Uni Duni Tê

Eu estou longe, muito longe do lugar onde geralmente estou quando escrevo este blog.

E por mais que eu já esteja com saudade, confesso que estou me divertindo, fazendo coisas diferentes, com pessoas que adoro e que começaram a fazer parte da minha vida muito tempo atrás.

E mesmo com a cabeça cheia de coisas o tempo todo, tem hora que a gente pensa nas coisas que estão acontecendo lá.

Eu queria muito ter ido àquela festa segunda-feira. Era importante e feliz pra eles, ia ser feliz e legal pra mim. Se desse eu teria pegado um avião, ido e voltado, mas não dava, né, sem chance.

Isso me faz lembrar que a vida é feita de escolhas. Escolhas decididas, escolhas impostas. Pode parecer que se é imposto não é escolha, mas é sim, existe.

A gente escolhe dar ou não pro cara no primeiro encontro, ter filhos ou não, estar com a pessoa ou não, tentar ou não, aproveitar o que é bom ou ficar pensando só no que é ruim, viajar ou não, comer ou não, falar ou não, ser sincero ou não, ter orgasmo ou não, ser vítima, fazer bem o que faz, ter amigos, amar, ser amado, ou não....

Mesmo a frasezinha sendo clichê, é serio. O tempo todo tem algo pra gente decidir fazer, algumas vezes difícil.

Muitas vezes, difícil mesmo é aceitar a escolha do outro, principalmente quando não é exatamente a que a gente queria, quando a gente tem que tomar uma atitude real em relação a isso então...ixi.

Nem sei aonde vou chegar no fim deste texto. Talvez tenha que explorar este assunto melhor depois.

Só sei que minha escolha agora é estar em mim, centrar em mim, no que eu gosto, no que eu quero, no que eu preciso, em quem eu quero perto de mim.

São quase quatro da manhã e preciso dormir. Daí não é escolha, é necessidade. Mas eu volto.

Bjos

sábado, 13 de setembro de 2008

Pra todo o sempre

Sabe quando você faz uma coisa e sabe que ela será memorável?

Pois é, noites assim...

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Batidas

O que você sente quando eu tô assim, pertinho de você? Quando sente o meu cheiro, minha vibração, o calor que emana do meu corpo...

Isso, isso é só físico, não é?

Tá sentindo? Tá sentindo isso aqui?

Tá batendo. Forte.

O que mais, além disso, você pode querer?