quinta-feira, 30 de junho de 2011

A partir de hoje não acredito mais em palavras.

Só em atitudes.

Será?

sábado, 25 de junho de 2011

Continuar

Hoje me deu saudade dos textos do Sr. Palito. Talvez seja saudade de uma época diferente.

Estou feliz por ele estar escrevendo outras sensações, mais felizes.

Mas vou colocar um texto dele aqui pra lembrar.

Mudar não é simplesmente partir para um novo momento. Mudar é desistir do que já foi.

Temos que fazer backup do passado. Ainda que isso seja difícil porque o passado vem de série com aquele alarme de carro irritante que grita como gente: “alarme, este passado está sendo roubado”.

Pô, deixa levar. Estava destrancado de propósito.

O porvir, não. Diferente do passado, é sútil. Ele aparece de leve naquela conclusão que você não sabe direito se é sua. Ou na combinação de roupa que agora sim te cai legal. No soundtrack da sua vida que mudou sem você se dar conta.

O porvir mexe não na quantidade do teu sorriso, mas no volume. Deixa mais baixo e menos pretencioso porque, com o porvir, vem a sensação de que ninguém além de você precisa saber.

Talvez mudar não seja ir contra tudo. Pelo contrário, mudar é aceitar a inevitabilidade e transformar a si mesmo.

Peculiaridades

Cada estação tem a sua cor...

Cada flor o seu néctar…

Cada pele sua textura...

Cada sexo seu sabor.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Enroscar

Dos seus dedos é que sai o calor que desperta minha pele.

Quantos suspiros serão meus?

E seus?

Enrosque-se em mim descubra.
Você é tudo o que eu achava que nunca seria

E nada como eu pensei que poderia ter sido

Mesmo assim,você vive dentro de mim,então me diga como é isso?

Você é o único que eu desejo poder esquecer

O único que eu amo para não perdoar

E apesar de você quebrar meu coração, você é o único.

E apesar de existir momentos que eu odeio você

Porque eu não posso apagar

Os momentos que você me machucou,e pôs lágrimas no meu rosto

E até agora, enquanto eu odeio você, me dói dizer

Eu sei que estarei lá no final do dia

Eu não quero ficar sem você, amor

Eu não quero um coração partido

Não quero respirar sem você, amor

Eu não quero ter esse papel

Eu sei que amo você

Mas me deixe dizer

Eu não quero amar você de nenhuma maneira, não não

Eu não quero um coração partido

Eu não quero ser a garota de coração partido

Não, não, nenhuma garota de coração partido

Há uma coisa que eu sinto que preciso dizer

Mas até agora eu sempre tive medo

Que você nunca chegasse perto

E eu ainda quero botar isso pra fora

Você diz que tem o maior respeito por mim

Mas as vezes eu sinto que você não me merece

E ainda assim você está no meu coração

Mas você é o único

E sim, há momentos em que eu odeio você, mas eu não reclamo

Porque eu tive medo de que você fosse embora

Oh, mas agora eu não odeio você

Eu estou feliz em dizer

Que eu estarei lá no final do dia

Eu não quero ficar sem você, amor

Eu não quero um coração partido

Não quero respirar sem você, amor

Eu não quero ter esse papel

Eu sei que amo você, mas me deixe dizer

Eu não quero amar você de nenhuma maneira, não não

Eu não quero um coração partido

Eu não quero ser a garota de coração partido

Não, não, nenhuma garota de coração partido

Agora eu estou em um lugar que eu nunca pensei que estaria, ohh

Eu estou vivendo em um mundo que é tudo sobre você e eu, yeah

E eu não terei medo, meu coração partido está livre

Para abrir minhas asas e voar para longe, para longe com você

Eu não quero ficar sem você, amor

Eu não quero um coração partido

Eu não quero respirar sem meu amor

Eu não quero ter esse papel

Eu sei que amo você

Mas me deixe dizer

Eu não quero amar você de nenhuma maneira, não não

Eu não quero um coração partido

Eu não quero ser a garota de coração partido

Não, não, nenhuma garota de coração partido

Garota de coração partido

Não, não, nenhuma garota de coração partido

quarta-feira, 22 de junho de 2011

terça-feira, 21 de junho de 2011

Escolha

Escolho ser alguém que não deixa o medo paralizar. Alguém que usa o medo pra ter coragem.

Alguém que enfrenta chuva, tempestade e furacão feliz e dançando porque sabe que não está sozinho e tem certeza que o arco-iris vai aparecer depois.

Alguém que não precisa ver pra crer, porque sabe que só quem crê, vê.

Alguém que não tem vergonha de falar a verdade, de ser sincero.

Alguém que não espera datas para falar o que pensa e sente pelas pessoas.

Alguém que não se esconde atrás de justificativas e desculpas universais e genéricas.

Alguém que não joga, não finge, não quer ser igual a ninguém.

Alguém que não vive pelo e nem para o dinheiro.

 Alguém que sempre está pronto pra rir.

 Alguém que sempre está pronto pra ir.

Alguém que sabe ser paciente com o tempo.

Alguém que sabe que o inesperado acontece quando não se está ansioso por nada, nada.

Alguém que gosta do efeito espetacular que o mistério cria.

 Alguém que é boba mas feliz.

 Alguém que vai atrás do que faz o coração bater vivo.

 Alguém que sempre olha pra cima porque sabe que o céu sempre vai falar o que se precisa ouvir, mesmo no silêncio.

 Alguém que consegue voar com os olhos.

 Alguém que consegue ver beleza, cor e vida em tudo, até no cinza, principalmente no cinza.

 Alguém que enxerga o que existe no espaço vazio entre as estrelas.

 Alguém que não só está alegre, mas é alegre, sem precisar de muito.

Alguém que só precisa de música pra ficar bêbado.

Alguém que se inspira nas pequenas grandes coisas, naquelas mais simples, naquelas de casa.

Alguém sem cerimônias.

Alguém que entende, que escuta, que consola, que acolhe, que reune, que vibra, que torce, de coração, todo ele.

Alguém que olha no olho.

Alguém que nunca está no piloto automático e só faz o que realmente tem um sentido e um significado.

Alguém com fé e amor que transborda além do que se poderia falar ou fazer.

Alguém que ama a vida, a família, os amigos.

 Alguém que não esquece.

 Alguém que se importa.

 Alguém que faz e dá, sem esperar nada em troca, nada mesmo.

Alguém que tem coração ensinável disposto a aprender e desaprender o que for preciso.

Alguém que se inspira com a força do coletivo.

 Alguém. Simplesmente alguém. Redondamente alguém. Inteiramente alguém.

 Alguém que só eu posso ser.

Alguém que só eu sei como ser.

Alguém, único, louco, sob medida para o que eu preciso ser.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Felicidade!?!?

Então eu digo que estou feliz.

Seremos felizes, eu prometo.

Eu prometo a mim mesma que seremos felizes, mesmo que, diariamente, eu queira ser feliz com o mundo inteiro.

Ficaremos juntos até o fim e eu sufocarei minha vonatde de outros enquanto você me oferece comidinha e colo quentes no fim do dia.

Porque eu amo isso.

Por que eu te amo?

Porque eu preciso de colo, comidinha quente e flores na janela.

É isso!

Esse é meu ideal de vida perfeita, então eu prometo que vou ficar feliz, quietinha, comportada, desejando a você.

Porque mesmo que em mim existam várias e que todas elas queiram coisas diferentes, eu preciso disso.

Disso e de um cafuné.

Mulher tem dessas coisas, você sabe?


O original veio daqui http://bit.ly/JGiyi

domingo, 19 de junho de 2011

sábado, 18 de junho de 2011

"Há dias que te quero...

Adias que me queres".

Pedido

Agora que aprendeste a incendiar-me e me adivinhas inteira dentro do vestido.

Agora que invadiste a sala e o chão de minha casa.

Agora que fechaste a porta e me calaste com teus lábios e língua.

Peço-te afoitamente que me faças assim.

Ínfima e sagrada.

Muito mais pornográfica do que lírica.

Muito mais profana do que tântrica.

Muito mais vadia do que tua.

A espera

Eu não espero nada de você.

Eu espero por você.

Se a paciência foi inventada pra isso, é pra isso que ela vai servir então.

E quando você vier, num dia de chuva azul ou sol vermelho, ou dentro de uma noite absoluta.

Eu estarei esperando com uma expressão serena e cheia de segredos ardentes pra te contar.

Mas não quero assustar você.

Quero que fique totalmente à vontade pra começar tirando as presilhas do meu cabelo.

Esparramando-os sobre todos os poemas que você não escreveu pra mim...

Ainda.

domingo, 12 de junho de 2011

Ela acreditava

Era uma vez uma menina que acreditava em amor.

Em amor de verdade.

Ela acreditava que a força do amor no coração dos homens era capaz de fazê-los conquistar o que quisessem.
Que através da liberdade de um amor sincero os homens poderiam encontrar a libertação para suas angústias e culpas.

Ela acreditava... acreditava

Acreditava mesmo no amor

Na força do amor.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Coisas que aprendemos com os homens...e com os anos...

Mulher de 30,

É verdade, suas chances estão diminuindo e o tempo está realmente passando.

Mas você está sozinha por opção. Não tem ninguém porque não quer. A culpa é sua. Não totalmente, mas a maior parcela é sua.

Você começou a diminuir suas possibilidades no dia que acreditou em um dos maiores mitos da história da humanidade: a mulher independente. E como não foi o homem que inventou esta bobagem, isto já elimina boa parte da nossa responsabilidade.

Você acreditou e continua insistindo nessa baboseira. Teoria mais furada que o feminismo, só o comunismo. (Eu, Revisora do P... concordo totalmente)

Você não é independente nem nunca vai ser. Principalmente, porque o seu conceito de independência está completamente distorcido.

Ser independente não é só pagar as próprias despesas. Isto deve ser meta de vida de todo mundo.

Independência também não é fazer somente o que se tem vontade. Isto é egoísmo. Muito menos é transar com quem dá na telha e sair espalhando pra posar de liberada. Isto é vaidade, carência de atenção. Pior ainda é fazer para aparecer e depois engolir o arrependimento com angu, sozinha no quarto. Isto é hipocrisia.

Você não é resolvida porque trata homem “de igual pra igual”. Nem é moderna porque rebate tudo na mesma moeda. Responder grosseria com grosseria é falta de educação, o que não é legal em ninguém, mas, com certeza, na mulher é muito mais feio.

Vingar traição com traição também não é sinal de autonomia e sim de pobreza de espírito.

Sair para balada porque o namorado te trocou para jogar bola ou poker não é coisa de mulher, e sim de adolescente.

Cada vez que você tenta “dar o troco”, só confirma sua subordinação ao homem. Quando você se exalta, xinga e despreza, na verdade está dizendo “por favor, não me deixe sozinha de novo que eu não dou conta. Eu não me aguento.”

Quando esconde sua fragilidade por baixo de insultos e rispidez, só prova o quanto ela é grande. E ao usar a mesma fragilidade para fazer drama e pedir arrego, apenas confirma o que o homem já sabia: além de grossa, é fraca, manipuladora e previsível. Quando você berra, todo homem sabe que depois vem choradeira. E este expediente, além de infantil, é muito chato. Dá preguiça.

Quando você, mulher “moderna”, faz piada da sua amiga que sonhou e conseguiu ser dona de casa, saiba que ela está muito mais feliz do que você. E se é do tipo que se recusa a ser Amélia achando que é isso que todo cara quer, então você não sabe nada sobre homens.

(E de mais a mais, para o mundo é melhor uma Amélia feliz do que uma “liberada” pé-no-saco.)

Quer ser independente? Admita a necessidade de ter um homem. Homem não tem vergonha de escancarar que precisa de mulher.

Se você é daquelas que repete a toda hora que não precisa de ninguém para ser feliz, você não só precisa, como seu caso é grave. É urgente. A Madonna não vive sem macho, a Angelina também não, Jennifer Aniston idem. E para elas não falta estabilidade financeira e atenção, mesmo assim todas reconhecem a necessidade de companhia. Portanto, baixe sua bola.

E não é porque, para elas, os homens do leque de opções são perfeitos. Pois fique sabendo que o George Clooney esquece datas de aniversário e faz xixi na beirada da privada. O Johnny Deep coça o saco, grita quando a mina dele enche a paciência e tem coragem de pegar a Samambaia ou a Priscila do BBB, só depende da ocasião. Se você fosse tão esperta quando acredita, já teria percebido que nem todo homem é sapo, mas nenhum é príncipe.

De fato, tem muito vagabundo por aí. Mas são tão previsíveis que se você, a esta altura do campeonato, ainda consegue cair nessas pegadinhas, a culpa é, de novo, inteiramente sua. Ninguém põe um revólver na sua cabeça e te obriga a fazer besteira.

Ou se tem certeza que “homem é tudo igual”, escolha logo um e pare de resmungar e se enganar.

Nickzinhos do Fernando Pessoa no MSN não vão trazer “borboletas para o seu jardim.” Não acredite em poetas. O poeta tem certeza que o texto dele é bom, ele só mostra para a mulher quando quer sexo. São bêbados, mentirosos, infiéis, vestem-se mal e vivem com olheiras. A frase “beleza é fundamental” certamente foi inventada para justificar uma traição.

Quer ser independente? Assuma suas vontades, riscos e segure a bronca sem chororô. Se o seu tesão é por um abdome sarado, fique com ele, mas depois não espere que o tanquinho se transforme em massa cinzenta. Ou boa sorte quando for tentar mudar à força.

Malhe para ter o corpo que você deseja e não o que está na moda. Saiba que os ml do seu silicone só fazem diferença nos primeiros cincos minutos, mas é quando você abre a boca que o cara decide o que quer com você. Homem é prático, se liga no resultado, e quem determina isso é o caráter e a personalidade da mulher.

Fique com o cara que você quer e não com o que todas querem. Independência é dizer “sim” quanto se tem vontade. Ficar adiando por frescura é correr o risco de perder oportunidades e só demonstra imaturidade. Diga “não” se for o caso, mas seja educada, porque o sujeito pode não ser o seu tipo, mas o amigo dele talvez seja. E o rejeitado não vai economizar palavras nem para te elogiar, nem para falar mal.

Vista-se para você mesmo e não para competir com as outras. Homem não vê graça nenhuma num bando de bonecas padronizadas (a não ser que estejam peladas). Depois não reclame quando o seu desejado preferir a “baranga”.

Ao invés de ralar para ter o peito ideal, procure ter a mente ideal. Tire um pouco a bunda do banco de supino e ponha no divã do analista. Antes de partir para o próximo errado, vá descobrir porque você dispensou os bons.

Reconheça suas inseguranças, trabalhe-as, entenda. Não há mal nenhum nisso. Não é motivo de vergonha. Pare de negar suas fraquezas tentando se equiparar ao homem. Você não vai conseguir e ainda vai trazer problemas para quem estiver do seu lado.

Desencane dos seus trinta anos. Há muita vida pela frente. Se você aproveitou todo esse tempo para acumular traumas ao invés de aprendizado, a culpa não é da idade. A situação ficará pior com quarenta, cinquenta e por aí vai, se você continuar achando que vai encontrar o homem perfeito. Você estará mais solteira, mais chata e menos bonita. A hora é agora. Procure ser o melhor que você pode, não espere dos outros. Isto sim é independência. Se demorar para entender, quando se der conta, vai sofrer pela beleza que perdeu. E velhice não tem solução, só disfarce.

De uma vez por todas: você é mulher. Frágil, sensível, sonhadora, indecisa e insegura. Nenhum cara inteligente espera nada diferente. Mas no momento que tenta ser outra coisa, você deixa de ser um delicioso mistério e se transforma em um problema chato e sem solução.

sábado, 4 de junho de 2011

Não...

Não, não me fale em medo, paciência, tempo que vai chegar.

Não volte dois espaços, não negue.

Sou vírgulas, você é lacunas.

Claro, o dia de amanhã cuidará do dia de amanhã e tudo chegará no tempo exato.

Mas e o dia de hoje?

É agora que quero dividir maçãs, achar o fim do arco-íris, pisar sobre estrelas e acordar serena.

É para já que preciso contar as descobertas, alisar seu peito, preparar uma massa e cantar as velhas canções.

Não posso esperar. Tenho a mesa posta, toalhas brancas, ombros moles e uma alma que só saber viver o presente.

Sem esperas, sem amarras, sem receios, sem cobertas, sem idéias, sem voz, sem sentido.

Com uma única certeza.
"Não tente entender o que houve, amor e razão jamais conseguiram viver harmonicamente e, mesmo que digam o contrário, o amor é sempre uma flor de deliciosa loucura num jardim amplo onde a razão travestida de jardineiro tenta podá-la pelo simples fato de ela ser diferente num jardim repleto de amorfas e inodoras flores iguais."

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Viver

Compreendi que viver é ser livre...

Que ter amigos é necessário...

Que lutar é manter-se vivo...

Que pra ser feliz basta querer...

Aprendi que o tempo cura...

Que a mágoa passa...

Que decepção não mata...

Que o hoje é reflexo de ontem...

Compreendi que podemos chorar sem derramar lagrimas...

Que os verdadeiros amigos permanecem...

Que a dor fortalece...

Que vencer engrandece...

Aprendi que sonhar não é fantasiar...

Que pra sorrir tem que fazer alguém sorrir...

Que a beleza não está no que vemos, e sim no que sentimos...

Que o valor está na força da conquista...

Compreendi que as palavras têm força...

Que fazer é melhor que falar...

Que o olhar não mente...

Que viver é aprender com os erros...

Aprendi que tudo depende da vontade...

Que o melhor é sermos nós mesmos...

Que o SEGREDO da vida é VIVER !!!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Eu

'Eu acho que gosto mesmo de você. Bem do jeito que você é.'