domingo, 25 de novembro de 2012

Pedido

* Postei antes, mas vale repetir hoje.

Agora que aprendeste a incendiar-me e me adivinhas inteira dentro do vestido. 

Agora que invadiste a sala e o chão de minha casa.

Agora que fechaste a porta e me calaste com teus lábios e língua. 

Peço-te afoitamente que me faças assim.

Ínfima e sagrada. 

Muito mais pornográfica do que lírica. 

Muito mais profana do que tântrica. 

Muito mais vadia do que tua.

Nós

Nós somos iguais em vertentes diferentes.

Ele sou eu dark.

Eu sou ele certinha.

Chega uma hora que só o querer não é suficiente. Que o meio lugar comum é importante. 

E que não dá pra continuar junto por muito tempo, porque não sobra mais nada.

Além do tesão entre os dois que, ao que parece, será eterno.

domingo, 4 de novembro de 2012

Não é falta de tempo. É falta de interesse. 

Porque quando a gente quer, madrugada vira dia. Quarta-feira vira sábado. Intervalo vira oportunidade. 

E a única desculpa pra tudo isso é "estou com saudade".

quinta-feira, 1 de novembro de 2012


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Já dizia o Ultraje

E, apesar de todas as explicações antropológicas, na prática não tem explicação para o tesão!

terça-feira, 19 de junho de 2012

Um homem de verdade te faz molhar a calcinha e não os olhos.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Fica a dica

"Mulher depois dos 30 é leoa, e leoa não tem medo de gatinha..."

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Lugar de mulher é no tanque

Até eu que não faço serviços de casa "lavava roupa" naquele tanquinho.

E como lavava!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Dia do beijo!!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Ohn!

terça-feira, 20 de março de 2012

Dai eu tava pensando...

Existem homens para casar e homens que nos arrebatam.

Se você tem um que é pra casar e que ainda consegue te arrebatar.

Tranque-o em casa.

 Guarde-o à sete chaves.

domingo, 4 de março de 2012

Ponto final

Por algum motivo as coisas não deram certo. Sua vida seguiu por um caminho e a dele dobrou duas quadras mais para a frente. 

Você fica se perguntando o que aconteceu, o que deu errado, por que vai ter que enfiar todos os planos dentro da mala, fechar e ficar um tempo sem abrir novamente. 


A gente passa por diversas fases. Sentimos raiva, sentimos dor, sentimos revolta, sentimos desprezo, sentimos saudade, sentimos amor, sentimos medo de nunca mais esquecer, sentimos medo de gostar de novo, sentimos vergonha e receio em repetir os mesmos erros bobos.

Demorei muito para me lembrar da mais louca e cruel verdade: quem gosta de você vai te tratar bem. Quem gosta de você se importa, quer o melhor, te procura, te liga, te dá satisfação.

 Quem gosta quer estar junto. Quem gosta demonstra. Quem gosta faz planos. Quem gosta apresenta para a família e amigos. Quem gosta manda uma mensagem bobinha só pra dizer que ama. Quem gosta abraça na hora de dormir. Quem gosta dá um beijo de boa noite e de bom dia. Quem gosta aguenta suas reclamações, suas manhas e manias.

Não existe medo que seja maior que um sentimento. Não existe timidez que seja mais forte que a vontade. Não existe distância que deixe uma relação morrer se as duas pessoas querem ficar coladinhas. Não existe estou dividido entre ela e você. 

Quem gosta pode se perder, mas sempre vai saber pra onde quer voltar.


A gente demora pra aceitar, arruma novecentas desculpas para a falta de jeito do outro. Ah, ele é confuso. Ah, ele está tenso. Ah, ele tem medo. Ah, ele é maluco. Ah, ele isso. Ah, ele aquilo. 

Quem quer estar junto pensa ah, que saudade. Ah, que falta ela me faz. Quem gosta, gosta. Sem complicações. Sem armações e armaduras. Quem quer, quer.


Infelizmente, antes de seguir em frente tentamos interpretar as ações e atitudes da pessoa indecisa. Ele respondeu assim por tal motivo. Ele falou isso querendo dizer tal coisa. Ele isso, mas tenho certeza que ele aquilo. 

Quem gosta dá certeza do que sente. Quem gosta te olha com sinceridade. Quem gosta não faz joguinho nem te deixa pela metade. Quem gosta quer te deixar segura.


Precisamos abandonar um sentimento que não traz nada de bom. Simples assim. Basta você se perguntar: é essa a vida que quero para mim? 


O momento em que você percebe, ou aceita (porque muitas vezes a gente sabe e não quer aceitar),  que o outro não te quer ou não serve pra você é mágico.  A gente acorda, se sente nova, se sente livre. 

É claro que não se afoga um sentimento do dia para a noite. Mas a gente tenta preencher aqueles espaços com coisas novas, trabalho, amigos. 

Tudo serve para animar, renovar, encher a casa, a vida. 

É claro que vai doer, é claro que você vai sentir, é claro que o sentimento ainda vai latejar por um tempo. Mas a gente supera a partir do momento que lembra que sempre teve coisas boas, então por que ficar perdendo tempo com coisas ruins.

A gente supera no momento em que decide o que merece.

 Às vezes pode demorar. mas quando acaba, acaba. 

quinta-feira, 1 de março de 2012

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Ouvi essa frase

Tensão ´= tesão.

Se você não tem raiva, não tem tesão.

Ah tá. Então agora entendi tudo.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Compromisso

‎" Compromisso é permitir que o outro entre na nossa vida. 


É sonhar junto sem sentir ameaçado, marcar um horário sem sentir invadido.

Compromisso não é "falta" de liberdade.



 Compromisso é o exercício de liberdade de estar com alguém."

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Vontade

Dá vontade de fazer strip-tease ou pole dancing com essa música...

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Felicidade

Estou trazendo toda aquela felicidade que há tempos era impedida de se manifestar.


Hoje não, hoje solto risos verdadeiros e meu coração é tão tranquilo quanto esse céu azul que vejo da janela.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Seguir

Eu  tinha decidido deixá-lo ir.

Mas confesso que pensar que ele pode ser de outro alguém, ainda me machuca.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Novo

Ela tinha a sensação que era quase tudo novo.


Desde os seus pés até os grãos de areia que se grudavam
no seu sapato velho-novo.


Era o coração que respirava todo dia como se fosse novo.


E era.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Estamos indo de volta pra casa.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

‎"Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca."

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Conchinha

Tem dias que a gente só quer dormir de conchinha. Nada mais...

domingo, 22 de janeiro de 2012

Constatação

Não se apaixone por mim. Dizia ele.

Não se preocupe, não vou me apaixonar, e nem quero.  Respondia ela com toda a certeza do mundo.

Até porque, neste caso, ela poderia, perfeitamente, ter sido a autora da primeira frase...

domingo, 15 de janeiro de 2012

Fama de comedor

Daí eu resolvi dar pro cara. Dar só por dar. Só porque ele tava com vontade de me comer e porque eu queria sentir ele me chupar.

Foi bom. 7,5. Primeira vez com ele, sem muita intimidade...mas eu consegui gozar gostoso sentada na boca dele.

É porque, lá no meio de tudo, o cara resolve me chamar de amor enquanto eu estou colocando o pau dele na boca.

Resolve falar que ”me ama” enquanto eu estou sentada nele.

Poxa. Não! Não é assim que funciona.

Durante o sexo, quero que ele me chame de minha putinha,  gostosa, delícia,  que vai me comer gostoso...

Amor, eu quero ouvir do cara que realmente me ama, e ali, depois de tudo, quando a gente está só de carinho.

Ou então, durante, mas quando a gente faz amor calminho, tranquilo, romântico.

De alguém que eu estou ficando por simples e puro tesão, eu quero tesão!

Neste caso o “por que você demorou tanto pra ficar comigo” tem muito mais resultado.

A intenção é até boa, mas...

Homens...

O que importa é que eu vou encontrar ele hoje, de novo. Quem sabe ele me encoxa na parede ou me pega pelo cabelo e faz por merecer a fama de comedor que ele tem.

;)

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

O que de verdade faz uma mulher gozar?

Quero chegar em casa logo e tirar a roupa. Muito calor  hoje. 
Casa vazia. Deixa eu tirar esse vestido. Nossa, como eu tô suada. Ventilador, janela aberta, cama fresca. Como é bom chegar em casa quando ainda tem luz lá fora. 
E ele, hein? O que será que ele fazendo agora no fuso horário de 2 horas mais tarde? Tô morrendo de saudade e ainda faltam dois dias pra ele chegar. Adorei nossa conversa mais cedo hoje pelo MSN. 
Estou morrendo de vontade de transar com ele. Não vejo a hora de sentir de novo aquele pau, aquelas mãos grandes, aquela pegada. 
Pronto, sem calcinha. Ventinho.
Ia adorar transar com ele em cima da mesa. Imagina, abrir a porta naquele estilo cinema, numa pegada absurda, em menos de 3 segundos meu sutiã já do outro lado da casa. Tirar a camiseta dele e depois a calça, comendo cada pedacinho daquele corpo gostoso com os olhos até chegar naquele ossinho do quadril. 
Engolir o pau dele no máximo que der, sem engasgar, feito putinha. Olhando nos olhos dele. Consigo até sentir o gosto. Água na boca.
Cadê aquele vibrador? Continuar só com a mão não vai rolar, quero algo como o pau dele.
Achei você! Vou colocar no médio, muito forte deixa tudo meio dormente. Hmm, assim só por fora, ele me chupando, arregaçada, na mesa. Apertando minha bunda, meu quadril, lambeando e mordendo minhas pernas, minha buceta molhada. 
Ele olha meu corpo, pensando “Sua gostosa do caralho”. Aperta meus peitos. Como eu gosto dos meus peitos quando eu estou com tesão… Eu os lamberia agora se pudesse.
Ele tenta meter o pau de uma vez só, mas é muito grande. Vai devagar, por mais que eu esteja ofegante de tesão. Continua me olhando nos olhos, aquela misturinha de ternura e instinto animal de “Eu vou te arrombar, sua vadia!”. 
Nossa, tô imaginando isso tão forte que parece que ele vai se materializar aqui. 
O pau dele entrou, inteiro. Eu tô completamente tomada, tentando me abrir mais pra ver se ele entra mais. Arranhando as costas dele, mordendo os lábios dele. Me fode como um animal, sem dó, me morde, me bate, me aperta como se fosse tirar pedaço. Ia adorar ver essa cena de um espelho, por todos os cantos. Ele me fodendo, bem gostoso.
Aquele vai e vem de uma metida punk rock. Ele delirando com a cena, me jogando em todas as posições. Como aquelas que o M fez na praia. Se o P me comer como o M comeu, eu gozo em 5 minutos. 
Aquela fúria nos olhos dele, eu de costas, toda aberta, as mãos e a boca dele escorrendo pelo meu corpo. A pele suave da minha buceta pra ele me encher de porra. Aqueles dedos enormes na minha boca. 
Vai. Assim. Me xinga, enquanto eu olho você meter até o talo. Vai, porra! Me fode, seu cachorro!
Devia ter gravado eu gozando agora e todos os sons que eu fiz batendo essa e mandar pra ele escutar.