quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Simples assim!

difícil atrai, o impossível seduz, o complicado assusta, 
o extremamente complicado apaixona!

domingo, 22 de dezembro de 2013

Despenteia

É preciso deixar que a vida te despenteie.

Por isso decidi aproveitar a vida com mais intensidade.

O que é gostoso, engorda.

O que é lindo, quase sempre custa caro.

O sol que ilumina o teu rosto enruga.

E o que é realmente bom dessa vida, despenteia.

Fazer amor, despenteia.

Rir às gargalhadas, despenteia.

Viajar, voar, correr, entrar no mar, despenteia.

Tirar a roupa, despenteia.

Beijar a pessoa amada, despenteia.

Brincar, despenteia.

Cantar até ficar sem ar, despenteia.

Dançar até duvidar se foi boa ideia colocar aqueles saltos gigantes essa noite, deixa seu cabelo irreconhecível.


Então, cada vez que nos virmos e eu estiver com o cabelo bagunçado, pode ter certeza de que estou passando por um momento feliz!

O que realmente importa é que ao me olhar no espelho, veja a mulher que devo ser.

Por isso, minha recomendação:

Entregue-se, coma coisas gostosas, beije, abrace, dance, apaixone-se, relaxe, viaje, pule, durma tarde, acorde cedo, corra, voe, cante, arrume-se para ficar linda, arrume-se para ficar confortável, admire a paisagem, aproveite.


E, acima de tudo, deixa a vida te despentear!

domingo, 8 de dezembro de 2013

Qual o nome?

Qual é o verbo do prazer? Qual é o verbo do tesão? Qual o verbo da vontade do toque, do cheiro e do gosto do outro?

Como se chama a palavra que não existe e que quase sai da boca na hora do auge do prazer da carne?

Qual é a língua que o nosso pensamento usa para traduzir o prazer do momento no sexo quando o corpo está em absoluta concentração na busca pelo alívio no gozo?

A palavra conjugada, que sempre vem do pensamento, pode ser tantas, que chega a não existir.

Já o tesão, este começa e se encerra na carne. No beijo, no contato da pele, na consumação.

 Os músculos contraem e relaxam, como o período do entardecer do dia que vira noite, como o amanhecer na escuridão clareia aos poucos e faz com que o dia nasça satisfeito e pronto para enfrentar mais um ciclo de vida.

Renovado, relaxado e satisfeito.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Que todo mundo

Que todo mundo tenha um amor quentinho.

Descanso pro complicado do mundo.

Surpresa pra rotina dos dias.

A quem esperar. 

De quem sentir saudade. 

Um nome entre todos. 

O verso mais bonito. A música que não se esquece. 

O par pra toda dança.

Por quem acordar.

Com quem sonhar antes de dormir.

 Uma mão pra segurar, um ombro pra deitar, um abraço pra morar. 

Um tema pra toda história. Uma certeza pra toda dúvida.

Janela acesa em noite escura. Cais onde aportar. Bonança, depois da tempestade.

 Uma vida costurada na sua, com o fio compriiiiido do tempo.

domingo, 1 de dezembro de 2013


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Decisão

Hoje eu decidi ser mais feliz!

sábado, 2 de novembro de 2013

Na minha coxa tá escrito "sobe mais".

Mas tem que beijar a nuca antes pra conseguir ler...

domingo, 27 de outubro de 2013


terça-feira, 22 de outubro de 2013

A história do homem casado

Eu atraio homem casado. Fato.

E não, isso não é bom.

Já parei algumas vezes para pensar por que isso acontece.

Porque sou independente, porque faço (quase) tudo o que eu quero, porque sou interessante, porque tenho histórias pra contar, porque danço e eles têm uma ilusão com a “flexibilidade”, porque sei falar (um pouco) sobre tudo, por causa das tatuagens. Ah! As tatuagens...

Mas nenhum deles tem todas essas informações ao mesmo tempo, principalmente as mais pessoais.

Ou simplesmente porque eu não quero NADA com eles e acabo agindo mais naturalmente, como amiga, e acabo dando abertura.

Eu só tenho irmãos, homens, e dois excelentes amigos, companheiros e confidentes, homens, e por mais que tenha e defenda todo o tipo de feminilidade existente, sei transitar bem pelo universo oposto.

Vai que não é nada disso. Pode ser que é porque tenho cara de menininha, meiguinha, quietinha e não vou causar problema.

Ou será que, “por já estarem fora do mercado”, eles têm a necessidade da conquista e fazem isso com todas, como uma coisa quase fisiológica, pra garantir a masculinidade, provar a virilidade.

Se o cara não é do seu convívio é fácil, você ignora, deleta, bloqueia, apaga que tá tudo certo.

Agora, se ele é “de casa”, da família, de um grupo de amigos, seu vizinho, do trabalho, alguém com quem você tem que conviver, você ignora, finge que não viu (às vezes você tem que fingir na frente da esposa dele, o que é pior), se afasta, e se impõe, entra na zona do “apenas o necessário”.

Se precisar, uma declaração franca de que a pessoa está te incomodando, também põe fim ao caso.

Se você já sabe que o cara é casado, corta desde o princípio. Se só fica sabendo depois, corta imediatamente quando souber.

O pior é que, muitos deles, são interessantes. Alguns são pessoas que, se fossem SOLTEIROS ou separados bem resolvidos, eu poderia até me interessar.

Quero muito saber o que faço com eles pra poder fazer a mesma coisa com os solteiros, que me interessam.
 
Será que causo o mesmo interesse nos solteiros, mas eles não têm a cara de pau dos casados?

Ser abordada por um cara casado não é, em nenhum aspecto, legal. Você não se sente bem, não se sente desejada, não se sente bonita, nem poderosa, nem sexy. É meio feio, meio sujo.

Conquistar o que já está conquistado, não tem graça.

E por mais que eu possa gostar de uma aventura, de um malfeito bem-feito, não nesse caso.

Incomoda.

Incomoda tanto que está aqui, explicito.

E se você, cara, não tem medo de apanhar na rua, eu tenho.

Antes de eu ligar para o Theo (de Sessão de Terapia) e pedir uns conselhos, vou dar um conselho para você:

Quero que você dê, dê em cima da sua mulher, e, de preferência, dê muito e dê gostoso, vai que assim ela gosta.




segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Toda mulher

Toda mulher é uma puta. Toda mulher é uma puta. Inclusive a sua. Toda mulher é uma puta. Inclusive. Toda mulher é uma puta, até que se prove o contrário. Toda mulher é uma puta e cobra barato. Toda mulher é uma puta e tem seu valor. Toda mulher é uma puta e merece respeito. Toda mulher é uma puta, graças a Deus.
Toda mulher é uma puta. Quando dá na primeira noite. Quando não dá no primeiro encontro. Quando dá o cu. E quando não dá também. Toda mulher é uma puta se posa pelada. Se sai de sainha. Se sai sem calcinha. Toda mulher é uma puta quando finge o orgasmo. Quando cospe. E quando engole também. Toda mulher é uma puta chupando buceta.
Toda mulher é uma puta maldita quando fecha as pernas pra você. Toda mulher é uma puta desbocada quando fala palavrão. Atrevida quando te desafia. Sem-vergonha quando dá mole, quando dá de quatro, quando dá motivo. Quando apanha. Calada. E quando apanha. Gritando. E quando denuncia. Quando enfrenta. Quando reage. Puta mãe solteira. Quando faz um aborto, quando tira o útero. Quando joga a criança no lixo. Puta.
Toda mulher é uma puta se senta de perna aberta, se peida, se arrota, se coça o saco. Quando ganha mais que você. Quando é mais inteligente, mais sexy, mais bem sucedida, mais vivida e mais gostosa que você. Toda mulher é uma puta quando manda em você. Toda mulher é uma puta quando come mais mulher que você.
Toda mulher é uma puta mesmo sendo um cara. Mesmo se tiver barba e bigode, um pau enorme e pentelhos grossos. Seu vizinho e seu irmão. Toda mulher é uma puta se for o seu zelador. Todos somos umas putas quando estamos. Amargos, cansados, famintos, angustiados, magoados, desenganados. E quando temos dor de barriga. E quando pisamos no calo de alguém. Quando tudo dá errado. E na vitória, somos putas. E ganhando na megasena. Putas!

Então somos todos umas putinhas arrombadas no inferno e nos restaurantes fast-food. No alto do Himalaia e rodando bolsinha na alça de acesso da Marginal. Afinal puta que é puta não conhece fronteira, moral nem contra-mão. Puta que é puta não pede perdão. Nem permissão. Puta que é puta paga sua própria fiança. E sabe os filhos que tem.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Porque

Porque a voz dele

Me toca feito as mãos.

E as mãos dele

Me envolvem feito fábulas.

E as duas, quando passeiam em mim,

Desabotoam meus mais descomportados comportamentos.

E minhas mais mal-comportadas palavras.


terça-feira, 20 de agosto de 2013

Perdidamente

Estou precisando me apaixonar.

Me apaixonar perdidamente.

Daquele jeito que faz tremer as pernas, gelar as mãos e doer o estômago.


sábado, 20 de julho de 2013

Túnel do tempo

Parece que a vida tá voltando 10 anos e te dando a chance de fazer certo o que deu errado da primeira vez. Só que melhor!

terça-feira, 16 de julho de 2013

Vai

Vai menina, fecha os olhos.

Solta os cabelos.


Joga a vida, como quem brinca somente. 


Vai, esquece o mundo. 


Molha os pés na poça. 


Mergulha no que te dá vontade. 


Que a vida não espera.

sexta-feira, 7 de junho de 2013


sexta-feira, 17 de maio de 2013

Namore uma garota que viaja.

Namore uma garota que viaja. Uma garota que prefira gastar seu dinheiro numa viagem no final de semana, numa viagem bate e volta que seja, a torrar no shopping.

Ela sempre terá calçados confortáveis, pois nunca sabe qual distância ela irá andar naquele dia, afinal, ela não reconhece as distâncias como barreiras na vida.

Ela estará no aeroporto no próximo final de semana, ou em shows de bandas que você nunca ouviu falar "porque conheci eles há um ano, viajando".

Ela carrega lembranças de vários lugares diferentes, e sempre tem um lanchinho ou uma garrafa d'água dentro da bolsa, pois vai que ela não volta pra casa naquele dia.

É marcada em mil fotos diferentes, de pessoas que moram bem longe dela, coleciona presentinhos que ganhou dos amigos que conheceu, tem planos para viajar pelos próximos 5 anos para rever todos que teve que deixar pelo caminho.

Encontra pessoas no meio da rua em um lugar bem longe, onde jamais você conheceria alguém, e você verá que, do outro lado do mundo, tem alguém que a olha com o mesmo sorriso bobo que você faz quando a vê.

Ela nem sempre será a pessoa mais bem vestida por aí, porém, os brincos sul-americanos, uma bolsa da Espanha e sapatos da Ásia farão uma combinação de estilo tão único, tão vibrante, que você já saberá alguma coisa sobre ela antes mesmo de perguntar seu nome.

 Não “faça joguinhos” com ela, não diga apenas que ela é linda, escute-a, veja a simplicidade da resposta e não se preocupe: você viajará com os "causos" dela antes mesmo que perceba isso.

Ela lê livros de viagens, escuta Eddie Vedder no iPod, sabe nome de lugares maravilhosos os quais você nunca havia ouvido falar antes.

Fala com uma paixão sobre os lugares que é impossível não ter vontade de pedir demissão amanhã do trabalho, colocar a mochila nas costas e ela do lado.

Muitas vezes vai te surpreender resolvendo coisas de um jeito totalmente novo, dizendo, quando vir sua cara de espanto: "é que uma vez, aconteceu algo assim e...".

Ela vai querer te levar em todos os lugares em que esteve sozinha, e pensou como seria bom se estivesse acompanhada.

Vai fazer uma lista com você de "coisas para se viver este ano". E vai realizá-las, com toda certeza.

Vai trazer cenários de filmes para sua vida, vai te fazer acreditar que, passar uma noite num saco de dormir debaixo de um céu estrelado, pode ser tão especial quanto em qualquer quarto de hotel estrelado.

Namore uma garota que viaja porque ela ama a vida.

 Ela não tem tempo para picuinhas, sabe que a vida voa, e que é melhor amarmos agora, na maior das intensidades, porque nunca se sabe que curso a vida tomará amanhã.

Você pode ir embora, se apaixonar por outro lugar, por outra vida, que não a inclua. Ela pode reclamar, mas sabe bem que isso acontece.

Vai vibrar com as conquistas que te levem pra longe dela, pois sabe o prazer que o desconhecido causa, e sabe também que as distâncias jamais levam as pessoas que amamos de verdade de nós, pelo contrário, as fixam que nem tatuagem.

Não tem muitas coisas materiais, sabe que roupas desnecessárias na mala significam um problema de coluna por peso, passa dias e dias apenas com algumas peças, e continua linda de se ver: ela se veste dela mesmo, e não há como superar isso.

Não siga padrões com ela. Não faça apenas coisas que envolvam muito dinheiro com ela.

Escolha o caminho mais bonito da cidade para atravessar do trabalho dela até a sua casa, ou até o restaurante de comida peruana mais próximo. Preste atenção nos comentários que ela fizer sobre as coisas no caminho.

Uma garota que viaja tem o olhar aguçado de uma criança, vai te fazer reparar numa planta florida, num grafite fantástico, num anúncio colado no ponto de ônibus, vai definir os lugares pelos cheiros agradáveis no ar.

Você viverá o momento presente como nunca. Ela chamará sua atenção para tudo o que está à sua volta, e não para a briga que tiveram ontem. Ela vai ser a trilha sonora da tua vida.

A garota que viaja sabe te ouvir. Já ouviu muita gente do mundo inteiro e o que alegra os dias dela é, justamente, se inserir nas histórias.

Ela repara no que ninguém mais reparou enquanto você falava. Ela te ajuda sem esperar retorno imediato, sabe como é a vida, já foi ajudada inúmeras vezes  sem que as pessoas pedissem nada em troca, e sabe o quanto isso pode significar na vida da outra pessoa.

Ela dá valor para o quanto você andou para encontrá-la, que você prestou atenção nas coisas que ela te disse.

Vai adorar receber uma mensagem no celular dizendo "Tá tocando aquela música que você disse que gostava. Saudade!" e provavelmente a resposta será: "Escutaremos ela de novo, juntos".

De repente, sua vida tomará um ritmo acelerado, cheio de novidades. Porém não descuide: traga novidades para a vida dela também, mantenha a curiosidade dela sempre acesa.

É indispensável que você saiba que estamos falando de uma menina apaixonada pela vida. Logo, não corte suas asas.

Ela vai, caso você não possa ir. Ela volta, porque você é o motivo para ela se lembrar do caminho de volta.

Acompanhe-a sempre que puder, e não espere para propor qualquer programa para ela, por mais louco que julgue ser. Ela vai sorrir e bolar várias coisas a mais para complementar o plano de vocês, e vai se encantar com sua energia.

Ela sabe se encantar pelas coisas boas da vida, seja uma delas! Então juro: não há o menor risco de se arrepender.

Casamento é algo que assusta a maioria das garotas viajantes, mas no fundo é o que mais elas querem: alguém com quem elas possam rir tomando "uns bons drinks", relembrando as histórias de 1, 2, 8 anos atrás.

Alguém que tope uma casinha simples num lugar paradisíaco, ou um rafting, mesmo que você não faça a linha radical.

É, você vai se empolgar. Ela vai te propor um casamento numa montanha, com o Sol nascendo, ou na fazenda de um dos seus amigos, só com aquelas 50 pessoas que com toda certeza irão.

Seja lá o que for, vai ser incomum, impensado, impensável, imprevisível, como ela é. E não espere menos.

A menina que viaja não tem medo da idade, não tem medo das responsabilidades, das obrigações.

Ela tem um conhecimento de mundo incrível. Sabe o valor de cada refeição, de cada teto onde dorme, de cada monumento histórico que encontra pela frente.

Ela respeita e ama, incondicionalmente, as pessoas e a natureza, e tem uma habilidade incrível de se enturmar em qualquer lugar do mundo. É uma pessoa bem querida aonde quer que vá.

Pense nela aos 60: mesmo sorriso, mesmas andanças. O que te atrair nela, provavelmente será pra sempre, invariável com o tempo.

Uma pessoa que acumulou uma qualidade de experiências notória, e que a cada dia que passa se divertiu com menos, se aborreceu com quase nada.

Já terá vivido tanta coisa por aí que será a atração dos netos de todas as idades, explicando o significado do quadro Maia estranho na parede, e fazendo uma dança indiana. 

Esse tipo de alegria nunca se apaga, só se prolonga, e se espalha a quem a cerca.

Namore uma menina que viaja. Se ela te escolher, acredite: já passou tanta gente pela vida dela, de longe, de perto, pouco tempo, muito tempo, e se ela te escolheu, é porque ela realmente GOSTA de você. Sem inseguranças ou interesses, ela gosta de você e pronto.

Deixe-a te carregar pela mão, durma no colo dela, delicie-se com suas comidas. Deixe o mundo ser apresentado a você, caso ainda não tenha sido, e veja como alguém pode, definitivamente, ser a chave da sua alegria.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Te quero


Te quero.

Te quero molhado, com o cabelo despenteado, com cara de sono, com sorriso malicioso, com olhar sincero.

 Te quero sorrindo, bravo, nervoso, emburrado, feliz, chateado, triste. 

Te quero lindo, te quero feio, te quero desarrumado, te quero perfumado.

 Te quero na sala, no quarto, no carro, na rua, tanto faz.

 Te quero aqui, te quero lá.

 Te quero.

domingo, 12 de maio de 2013

Sacanagem

Ela quer sacanagem com ele.

Mas daquele tipo de sacanagem pura, com o direito de perguntar baixinho:

Tá doendo?

terça-feira, 16 de abril de 2013

Qual garota nunca comeu uma barra de chocolate por ansiedade, uma alface por vaidade e nunca deu um beijo em um canalha por saudade? 
Gosto quando me olha calado, e me faz sentir nua.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Você


E eu me pego pensando em você. Me pego pensando em você no meio da tarde chuvosa de segunda-feira. Me pego pensando em te ver. Me pego pensando em te olhar, em te falar, em te tocar. Principalmente em te beijar...

sexta-feira, 8 de março de 2013

Louca!

Toda mulher é doida. Impossível não ser. 

A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa, desde cedo, que sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar o nosso poder de sedução para encontrar the big one, aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão, jamais.


Uma tarefa que dá pra ocupar uma vida, não é mesmo? 


Mas, além disso, temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir, de vez em quando, que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo pro alto e embarcar num navio pirata comandado pelo Johnny Depp, ou então virar loura e cafetina, ou sei lá, diga aí uma fantasia secreta. Sua imaginação deve ser melhor que a minha.


Eu só conheço mulher louca.

Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem, ao menos, três dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante.


Pois então. Também é louca. 


E fascina a todos.


Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota.

Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora.

E santa, fica combinado, não existe.


Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada?


Você vai concordar comigo: só se for louca de pedra.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Pois é, meu amigo

"Na hora de cantar todo mundo enche o peito nas boates, nos bares, levanta os braços, sorri e dispara: “eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também”. 

No entanto, passado o efeito do whisky com energético e dos beijos descompromissados, os adeptos da geração “tribalista” se dirigem aos consultórios terapêuticos, ou alugam os ouvidos do amigo mais próximo e reclamam de solidão, ausência de interesse das pessoas, descaso e rejeição. 


A maioria não quer ser de ninguém, mas quer que alguém seja seu. 


Estes, desconhecem a delícia de assistir a um filme debaixo das cobertas num dia chuvoso comendo pipoca com chocolate quente, o prazer de dormir junto abraçado, roçando os pés sob as cobertas e a troca de cumplicidade, carinho e amor. 


Namorar é algo que vai muito além das cobranças. 


É cuidar do outro e ser cuidado por ela, é telefonar só para dizer bom dia, ter uma boa companhia para ir ao cinema de mãos dadas, ter alguém para fazer e receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter alguém para amar… 


Somos livres para optarmos! E ser livre não é beijar na boca e não ser de ninguém. 


É ter coragem, ser autêntico e se permitir viver um sentimento."

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013